10º Congresso Brasileiro de Ensino e 3º Simpósio de Especialistas

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PREVALENCIA DE PERFURAÇOES EM LUVAS CIRURGICAS NA ROTINA DE ANIMAIS DE COMPANHIA: RELAÇAO COM O TEMPO DE USO

Resumo para avaliação

O uso de luvas cirúrgicas objetiva diminuir a infecção transoperatória para o paciente, bem como proteger a equipe cirúrgica dos riscos biológicos, servindo como barreira de proteção. O objetivo é determinar a relação da perfuração de luvas cirúrgicas, com o tempo de utilização das mesmas, em luvas utilizadas em procedimentos na rotina do centro cirúrgico do Hospital de Clínicas Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (HCV-UFPel). Foram avaliadas 456 luvas cirúrgicas utilizadas e coletadas após procedimentos cirúrgicos. Um formulário foi preenchido antes, durante e ao término do procedimento, por um auxiliar. Após a conclusão da coleta, todas as luvas foram avaliadas pelo teste de extravasamento (TE), utilizando-se uma solução contendo corante para tecidos do tipo jeans (Corante Tupy®) e água para o preenchimento das luvas. Ato contínuo, foi realizada pressão suficiente para promover a distensão do látex em todas as porções da luva. O intervalo de tempo de utilização teve início no momento em que foram calçadas até a remoção das mesmas. Dentre as 456 luvas avaliadas, oitenta e quatro (18,4%) apresentaram ao menos uma perfuração e, quando relacionadas com o tempo de utilização, 77% das perfurações ocorreram naquelas que foram utilizadas por um período maior de 60 minutos. Concluímos que o tempo de utilização das luvas é um fator de risco que eleva a prevalência de perfurações e, após 60 minutos de uso, é indicada a sua substituição.

Palavras-chave

cirurgia, infecção cirúrgica, medicina veterinária

Área

Cirurgia Geral

Instituições

Universidade Federal de Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Cláudia B. M. Mendes, Rafaela V. Castro, Beatriz L. A. Freguglia, Mayara A. M. Reis, Josaine S. Rappeti, Patricia S. Vives, Fabrício V. A. Braga